O Balcão Nacional de Arrendamento (BNA) registou no primeiro ano em funcionamento a entrada de mais de 3.800 pedidos de despejo e emitiu cerca de mil títulos de desocupação, de acordo com dados do Ministério da Justiça.

Segundo números enviados à agência Lusa, o BNA registou, desde a data da sua instalação, 08 de janeiro de 2013, e até 31 de dezembro, 3.858 pedidos de despejo, tendo já 1.980 destes sido recusados.

«O BNA regista desde a data da sua instalação (08 de janeiro de 2013), até ao dia 31 de dezembro, 1.007 títulos de desocupação do locado emitidos», refere a nota do Ministério da Justiça.

No primeiro relatório da comissão de monitorização da reforma do arrendamento urbano, datado de julho, dados da Direção-geral da Administração da Justiça indicavam que a maioria dos requerimentos de despejo dizia respeito a contratos celebrados após 1990.

O BNA, na dependência da Direção-geral da Administração da Justiça, foi criado para agilizar os despejos de inquilinos incumpridores.