Os trabalhadores do setor dos transportes e comunicações vão manter os protestos contra as medidas previstas no Orçamento do Estado (OE) para 2014, tendo agendado greves para o período de 29 de novembro a 06 de dezembro.

MP em greve dia 25 de novembro

À semelhança do que aconteceu com a quinzena de luta que terminou com uma manifestação nacional no sábado, cabe agora aos trabalhadores decidirem qual o dia em que vão estar de greve, segundo José Manuel Oliveira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

Para já, são conhecidas algumas datas que, apesar de não coincidirem com a semana marcada, se juntam aos protestos contra o OE.

Assim, os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa vão avançar com duas greves parciais a 19 e 21 de novembro, das 05:30 às 09:30 para a generalidade dos trabalhadores e das 08:00 às 12:30 para os trabalhadores administrativos e técnicos superiores.

Na Transtejo, que assegura as ligações fluviais entre Lisboa e a Margem Sul, os trabalhadores param a 25 de novembro e os da STCP, no Porto, no dia seguinte.

Os trabalhadores dos CTT vão estar em greve a 29 de novembro e nos dias 27, 30 e 31 de dezembro.

Em causa está a proposta de OE para 2014, que prevê reduções salariais, concessão das empresas públicas de transporte a privados e a redução das indemnizações compensatórias, entre outras medidas.