«Prevêem-se fortes perturbações na circulação de comboios nos dias compreendidos entre 02 e 06 de abril, inclusive, agravadas pela recusa de fixação de serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral nomeado pelo Conselho Económico e Social, que a CP atempadamente solicitou», refere o mesmo aviso.