Um dos advogados da Organização Transporte e Meio Ambiente acusa a Comissão Europeia de ter sido avisada da manipulação dos motores de carros a gasóleo, por parte da Volkswagen.

Greg Archer diz que, depois de detetadas, as irregularidades foram reportadas ao mesmo tempo às autoridades dos EUA.

“Eles tiveram conhecimento há 18 meses destes resultados suspeitos. A única diferença é que nos Estados Unidos investigaram e encontraram a manipulação, mas aqui na Europa não aconteceu nada”, disse Greg Archer em entrevista à Euranet Plus.

A razão, argumenta, é que a Europa carece de um Sistema próprio de testes de emissões.

O grupo Volkswagen reconheceu que colocou em 11 milhões de veículos um dispositivo que identifica quando o carro está a ser submetido a testes, emitindo assim menos gases poluentes para cumprir os limites impostos pelas autoridades de vários países.