O ex-ministro das Finanças grego Yanis Varoufakis classificou de "tratado de capitulação" o acordo entre Atenas e os credores para um terceiro resgate, que tem como objetivo converter a Grécia num "vassalo" do Eurogrupo.

Num artigo publicado hoje no seu blogue, Varoufakis sustenta que o comunicado da cimeira da zona euro de segunda-feira se lê "como um documento sobre os termos da capitulação da Grécia".

"Está pensado como uma declaração que confirma que a Grécia aceita converter-se num vassalo do Eurogrupo", afirma Varoufakis, que sublinha que nunca antes a União Europeia tomou uma decisão que "mina de forma tão fundamental o projeto da integração europeia".

Vários economistas estão céticos quanto ao acordo: será que a Grécia evitou o abismo ou está a um passo dele?.