O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, afirmou este domingo que «está decidido que não haverá um segundo perdão da dívida para Atenas», mas garantiu que a Grécia continuará a contar com a ajuda europeia para além de 2014.

Em entrevista à edição de domingo do «Bild», Wolfgang Schäuble ratificou as palavras de Angela Merkel, ao recusar um novo perdão alegando que este causaria uma «incerteza massiva» e que colocaria em perigo todas as reformas conseguidas no último ano na Zona Euro.

Sobre a evolução da Zona Euro, o ministro alemão advertiu que «ainda não se ultrapassaram as dificuldades».

Ainda assim, o governante alemão destacou como muito positiva a descida do novo endividamento nos Estados-membros, em metade dos níveis registados há três anos.