Os diários franceses chamam às machetes o 'Não dos gregos às propostas dos credores internacionais, avançando com expressões como "Não de Zeus", "sismo na Europa", "pontapé grego", "rumo à saída do euro" e "o Não que abala a Europa".

A primeira página do Libération é ilustrada com o perfil do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, sob fundo preto, acompanhado pelo título "Não de Zeus" e as frases: "Os gregos seguiram o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, e rejeitaram dar o aval, no domingo, por referendo, às condições impostas pelos credores para salvar o país. Sismo na Europa".

No editorial intitulado "Odisseia", o "Libé" escreve que "a Grécia vai lançar-se numa odisseia solitária digna das provas enfrentadas por Ulisses" e que "os europeus podem reconhecer, oficialmente, que a austeridade demasiado brutal imposta a todo um continente teve efeitos políticos desastrosos, sendo o 'Não' grego apenas um exemplo".

A capa do Le Figaro é também dedicada quase inteiramente à Grécia, com uma fotografia de Alexis Tsipras, à esquerda, a levantar o braço triunfante e acompanhado pelas letras garrafais 'Não' preenchidas com o padrão da bandeira helénica e uma ínfima parte da bandeira da União Europeia.

O jornal conservador escolhe para título "A Grécia faz um grande passo rumo à saída do euro", escrevendo que, "depois da rejeição dos gregos por uma larga maioria do plano europeu, a questão do "Grexit" está mais do que nunca colocada" e alertando: "Para Berlim, a Grécia cortou as últimas pontes com a Europa".

No editorial de capa intitulado "Clarificação", o Le Figaro considera que "os gregos decidiram seguir Alexis Tsipras na sua louca aventura" e "preferiram o confronto até ao fim, prelúdio de um grande salto para o desconhecido", avisando que "ninguém pretende assinar um novo cheque em branco após os centenas de milhares de milhões desembolsados à Grécia" e considerando que Alexis Tsipras se engana ao estar "fechado na sua verborreia de extrema-esquerda".

O Les Echos também escolhe para manchete "O 'Não' que abala a Europa", enumerando "o apoio em massa dos gregos a Alexis Tsipras", a "reunião crucial do BCE e a cimeira Hollande-Merkel" e "a aproximação do Grexit", advertindo que "é uma vitória política para Alexis Tsipras e um mergulho no desconhecido para a Grécia, ameaçada de sair rapidamente da zona euro e ameaçada de bancarrota".

O Aujourd'hui en France titula, na capa, "O pontapé grego", tendo como fundo uma imagem de centenas de gregos a agitarem a bandeira helénica e a legenda: "Eles disseram 'Não' por 61,5%. Ontem, os gregos rejeitaram em massa um novo plano de austeridade. Um trovão no céu europeu."

Na primeira página do l'Humanité, o título "Agora, respeitem o aviso do povo grego!" acompanha a fotografia de uma manifestação, onde se vê, em primeiro plano, dois punhos em riste e nos quais se lê "No" e "Oxi" (Não).