O gabinete de estatística oficial grego conclui que os gregos estão em média 40% mais pobres actualmente do que em 2008, altura em da crise da dívida pública da Zona Euro que levou a uma intervenção da troika no país, em 2010.

De acordo com os dados do segundo trimestre de 2013, citados pelo jornal El País, o rendimento disponível das famílias caiu 29,5%, o que , somado ao aumento da inflação registado nos últimos cinco anos resulta nos 40% acima referidos

Os ajustes, cortes e subidas de impostos, a somar a uma subida do desemprego a níveis recorde, teve impactos desastrosos no consumo, que, na Grécia, representa três quartos do PIB.

As estatísticas mostram ainda que a economia grega irá contrair-se cerca de 25% entre 2008 e 2013, valor ao qualé preciso somar a queda de 4% prevista para 2014.