O governo grego e a 'troika' ainda não chegaram a acordo para encerrar a última avaliação à economia do país no âmbito do programa de assistência financeira internacional em vigor desde 2010, disse esta quarta-feira à AFP fonte governamental.

«Não há acordo quanto à avaliação no seu todo, mas registaram-se progressos em várias matérias», disse fonte do Ministério das Finanças grego após dois dias de negociações, em Paris, com os credores da Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional.

A conclusão desta avaliação vai marcar o fim do programa de resgate por parte das instituições europeias, com o programa do FMI a prolongar-se, em princípio, até 2016.

Não foi apontada qualquer data para o recomeço em Atenas destas negociações, que tiveram início em setembro.

O objetivo de resolver a situação até à reunião do Eurogrupo de 8 de dezembro mantém-se, segundo o governo grego.