A Comissão Europeia reiterou esta quinta-feira que não haverá mais conversações com Atenas até ao referendo de domingo, indicando que resta esperar pelo desfecho da consulta popular, pois “agora é o momento de o povo grego escolher o seu futuro”, disse o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas.

“Não haverá mais conversações antes do referendo. Agora, vamos simplesmente esperar pelo resultado do referendo no domingo, e vamos ter em conta o desfecho do referendo. Agora é o momento de o povo grego escolher o seu futuro”.


Escusando-se a comentar eventuais cenários em função do resultado do referendo, designadamente se a Comissão está disposta a retomar negociações com o Governo de Alexis Tsipras em caso de vitória do 'não' (à proposta das instituições) na consulta de domingo, o porta-voz respondeu a várias questões insistindo que o presidente da Comissão já expressou claramente o ponto de vista do executivo, remetendo para o discurso da passada segunda-feira de Jean-Claude Juncker.

O ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, disse esta manhã em entrevista à rádio australiana ABC e à Bloomberg que, caso o "Sim" vença o referendo que está marcado para domingo, abandona o governo.