O Banco Central Europeu (BCE) anunciou esta quarta-feira que deixa de aceitar títulos de dívida pública grega nas suas operações de refinanciamento, avançou a agência espanhola Efe.

O BCE acrescentou que os bancos gregos podem aceder a liquidez através do Banco da Grécia, recorrendo ao programa de liquidez de urgência.

De acordo com a agência France Presse (AFP), esta decisão tomada pelo conselho de governadores «está conforme as regras do eurosistema», citando um comunicado do BCE, emitido apenas algumas horas depois de o novo ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, ter referido que o seu encontro com o presidente do banco europeu, Mario Draghi, se tinha saldado por uma «discussão produtiva».

O BCE suspendeu esta noite o regime favorável do qual beneficiavam até agora os bancos gregos, «dado que não é possível neste momento antecipar uma resolução positiva» do programa de ajuda internacional aplicado na Grécia, segundo o comunicado do banco central.

A suspensão não terá impacto no estatuto de contraparte das instituições financeiras gregas nas operações de política monetária.

Os bancos da zona euro podem receber crédito do BCE através das operações de política monetária normais, mas também, de forma excecional, através da provisão urgente de liquidez em caso de terem problemas temporários de liquidez.

A dispensa de requisitos mínimos que estava em vigor até hoje permitia aos bancos usar títulos de dívida grega nas operações de política monetária do BCE, ainda que não cumprissem os requisitos mínimos de ‘rating’, porque a Grécia estava sob programa de resgate.

Como deixou de ser claro se a Grécia terá que recorrer a novo programa de resgate europeu, o BCE deixou de aceitar os títulos gregos como garantia nas suas operações de refinanciamento.

Esses títulos deixam de ser aceites como garantia a 11 de fevereiro, quando termina o atual leilão semanal do BCE.
 

Euro cai face ao dólar após decisão


O euro caiu esta quarta-feira em relação ao dólar depois da decisão do Banco Central Europeu de recusar títulos de dívida pública grega para refinanciamento.

Às 21:30 de Lisboa, a moeda única europeia valia 1,1341 dólares, contra os 1,1479 à mesma hora de terça-feira. Uma hora antes do anúncio do BCE, o euro valia 1,1423 dólares.