O Banco Central Europeu decidiu esta quinta-feira aumentar para 65 mil milhões de euros o limite de financiamento para os bancos gregos, segundo fontes bancárias citadas pela AFP.

«Numa conferência telefónica, o BCE prolongou por uma semana a ajuda da ELA» (a assistência de emergência do banco central) e «decidiu dar à Grécia o montante que tinha sido pedido», explicou fonte próxima do Banco da Grécia à AFP, sem referir o montante.

Segundo uma outra fonte próxima do dossiê, o limite teve um aumento de 5 mil milhões de euros. Na semana passada o limite máximo para empréstimos aos bancos gregos tinha sido fixado em 60 mil milhões de euros.

O Banco Central Europeu anunciou no passado dia 05 que deixaria de aceitar títulos de dívida grega como garantia nas operações de refinanciamento, o que penalizou os bancos gregos.