O Partido Socialista aceitou reunir-se com o ministro da Economia, Pires de Lima, para discutir os investimentos prioritários para o País. Os socialistas dizem, no entanto, que o ministro tem a agenda cheia para receber o partido na data inicialmente prevista.

Pires de Lima elogia a disponibilidade do PS para discutir as infraestruturas prioritárias. «É uma boa notícia para todos. Por 4 vezes convidámos o Partido Socialista, é muito o verificar essa disponibilidade», reagiu o governante.

O encontro está marcado para esta sexta-feira às 11:30.

O grupo de trabalho para as Infraestruturas de Elevado Valor Acrescentado apresentou ao Governo, no final de janeiro, um relatório no qual aponta os portos e a ferrovia como prioridades para o investimento em obras públicas até 2020.

O documento define um total de 30 projetos prioritários para os próximos seis anos, num investimento global de 5.103,8 milhões de euros, sendo que 18 das obras estão ligadas ao setor marítimo, oito ao ferroviário, duas ao rodoviário e outras duas ao aeroportuário.

O grupo de trabalho refere que o financiamento prioritário deve provir de fundos comunitários (3.132 milhões de euros), do Estado (que ficaria responsável por 1.428,1 milhões de euros) e só uma pequena parte (543,6 milhões) deve ser adjudicada ao setor privado.