O Governo assinou esta sexta-feira a portaria que estende, até 30 de junho de 2014, o prazo para os educadores de infância e professores dos ensinos básico e secundário poderem aderir ao programa de rescisões por mútuo acordo.

«Esta iniciativa corresponde à demonstrada vontade de adesão de um número significativo de docentes abrangidos e o manifesto interesse público subjacente ao Programa», sublinha o Governo em comunicado.

Recorde-se que, desde novembro, apenas dois mil professores pediram para rescindir contrato.