Portugal atrairá mais investimento em 2014, o primeiro ano de crescimento neste capítulo «em muitos», num padrão idêntico ao que ocorreu em Espanha em 2013, segundo o ministro da Economia, António Pires de Lima.

«Portugal vai, muito rapidamente, ao longo de 2014, dar nota do mesmo padrão que em Espanha se verificou em 2013. Espanha tem uma pequena vantagem: não chegou ao ponto de pedir a assistência financeira, enquanto Portugal teve que pedir, com todos os custos que isso implicou do ponto de vista de credibilidade e reputação», declarou Pires de Lima, em Madrid.

O governante português, em declarações a jornalistas portugueses no arranque de uma visita à capital espanhola, disse acreditar que 2014 vai ser o primeiro ano de crescimento do investimento externo em Portugal em muitos anos e que esta «é a única forma» de traduzir em emprego a retoma económica «que o país está agora a começar a viver».

Na deslocação a Espanha, que incluirá uma visita à feira de turismo FITUR, Pires de Lima terá encontros com empresários, com dois ministros e com representantes de fundos de investimento.

A visita tem como objetivo central promover oportunidades de investimento em Portugal e insere-se nas viagens que António Pires de Lima tem realizado a várias cidades, para «consolidar a proposta de valor de Portugal, quer no âmbito institucional, quer no âmbito empresarial, pretendendo desta forma dar a conhecer a melhoria geral das condições de investimento no país».

Segundo o ministro, trata-se de um esforço tanto de captação de novos investidores como de consolidação de investimentos já realizados.

O governante destacou o facto de a Península Ibérica estar atualmente «nos radares dos investidores», considerando essencial «saber vender os progressos conseguidos por Portugal», quer no mercado financeiro, com a queda nos juros da dívida, quer do ponto de vista económico.

Madrid segue-se a visitas a Londres, Berlim, Moscovo, Nova Iorque, Washington e São Francisco (EUA) e é a penúltima, antes de Paris (entre 26 e 29 de janeiro), na primeira série de etapas.

Pires de Lima, que chegou a Madrid ao início da noite de segunda-feira, está acompanhado do secretário de Estado Adjunto e da Economia, Leonardo Mathias, e do secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes. O secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, junta-se hoje à comitiva em Madrid.

O dia hoje arranca com um encontro organizado pela Confederação Espanhola de Organizações Empresariais (CEOE) - principal organização patronal espanhola - e o AICEP, Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

Depois de declarações à imprensa, Pires de Lima terá um almoço com representantes de fundos de investimento, antes de um encontro com a ministra do Fomento espanhola, Ana Pastor, e de um jantar com portugueses em cargos de relevo em multinacionais presentes em Espanha.

Adolfo Mesquita Nunes, por seu lado, participa hoje na XVII Conferência Ibero-americana de ministros e empresários de turismo e no 7.º Forum Exceltur.

Na quarta-feira, Pires de Lima inicia a sua agenda com um encontro ministro da Indústria, Energia e Turismo, José Manuel Soria.

Depois, Pires de Lima e a restante comitiva seguem para a FITUR, onde Portugal - premiado pela qualidade do seu 'stand' nos últimos anos - volta a ter uma presença significativa.