O ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, reconheceu esta segunda-feira aos jornalistas o esforço da administração da Qimonda para encontrar «um investidor com credibilidade».

À margem da assinatura da nota de intenções com a Nissan para a possível instalação de uma fábrica para produzir baterias de carros eléctricos, Pinho disse ainda estar «em contactos frequentíssimos com a administração».

Sobre as notícias mais recentes quanto a possíveis novos investidores, incluindo um português, o ministro optou por «não especular» e foi curto no comentário: «É um processo extremamente complexo. Sei que a Qimonda está a fazer vários contactos em todo o mundo para encontrar uma resposta», disse.

Manuel Pinho reiterou que o Governo português está preparado para contribuir para a solução a encontrar.