A ministra das Finanças afirmou esta quinta-feira que as condições de financiamento mais favoráveis permitirão «evitar a necessidade de sistemáticos aumentos de impostos» e reiterou que as reformas fiscais implementadas ainda não representaram um «desagravamento significativo da carga fiscal».

Falando numa conferência organizada pela Fundação Luso-Americana (FLAD), que decorre hoje em Lisboa, segundo a Lusa, Maria Luís Albuquerque referiu-se ao recente aumento do salário mínimo nacional, à reposição de parte dos cortes salariais da função pública e às reformas fiscais já realizadas, nomeadamente a do IRC, do IRS e o combate à fraude.

No entanto, disse que, «embora estas reformas não tenham ainda sido acompanhadas pelo desagravamento significativo da carga fiscal sobre as famílias, contribuem de forma decisiva para a maior estabilidade e previsibilidade do sistema fiscal», disse a governante, defendendo que «o ajustamento está a compensar».

A ministra de Estado e das Finanças reiterou que a sustentabilidade das finanças públicas «é decisiva para o dinamismo da economia como um todo», uma vez que garante «uma das condições centrais para o financiamento do Tesouro no mercado: a comprovação da capacidade de honrar os compromissos».

De acordo com Maria Luís Albuquerque, «o financiamento do Tesouro em termos regulares e em condições favoráveis, não só acabará por se refletir na totalidade da economia, como reforçará a sustentabilidade das finanças públicas ao diminuir as despesas com juros e evitar a necessidade de sistemáticos aumentos de impostos».

Hoje, pouco antes das 17:00, os juros da dívida portuguesa a dois anos estavam a subir ligeiramente face ao verificado cerca das 9:00, para os 0,308%, ao passo que os juros dos títulos a cinco anos estavam a recuar para os 1,335% e os títulos a 10 anos também caíam para os 2,257%.

Na quarta-feira, Portugal colocou no mercado 1.250 milhões de euros em Bilhetes de Tesouro a três e 11 meses às taxas de juro de 0,061% e 0,138%, respetivamente, inferiores às registadas nos anteriores leilões comparáveis, foi anunciado.