O ministro do Emprego e da Solidariedade Social, Pedro Mota Soares, elogiou esta sexta-feira a queda da taxa de desemprego para os 14% em julho, que foi divulgada pelo Eurostat.

Desemprego em Portugal recua para 14%

«Quando lemos estes números sentimos que, de facto, é uma boa notícia porque demonstra que é possível neste momento em Portugal que a economia tenha a capacidade para retirar pessoas do desemprego, gerar novas oportunidades e novos postos de trabalho», declarou o ministro.

No entanto, Mota Soares reconhece que esta é uma descida lenta, mas nem por isso desanimadora. «É uma descida lenta, mas sempre no sentido correto que é continuar a descer há cerca de um ano e meio e isso penso que é animador», concluiu o ministro.

A taxa de desemprego em Portugal recuou para 14% em julho, menos uma décima do que em junho e menos 2,3 pontos do que um ano antes, sendo a maior queda homóloga na União Europeia.

De acordo com os dados hoje avançados pelo gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, a taxa de desemprego em Portugal prossegue em 2014 uma evolução positiva, tendo voltado em julho ao nível de novembro de 2011 (altura em que se encontrava precisamente nos 14%, vindo depois a subir até um «pico» de 17,8% em abril de 2013).