O Governo anunciou esta quinta-feira medidas para conter o défice e conseguir cumprir a meta de ficar abaixo dos 3%. O montante não foi revelado, mas a imprensa dá conta de que as medidas deverão valer entre 0,1% e 0,3% do PIB.

As medidas em causa são o congelamento dos pedidos de descativação ou transição de saldos de gerência, cortar 46 milhões de euros aos fundos disponíveis das administrações públicas e recusar novos compromissos financeiros que não sejam urgentes.

Segundo o Diário Económico, o montante total das medidas anunciadas não deverá ser mais de 250 milhões de euros. Já o Correio da Manhã adianta que o buraco adicional das contas públicas será de 500 milhões.

Apenas uma das três medidas apresentadas esta quinta-feira é de corte da despesa. Na prática, o Executivo está a dizer que não vai gastar 200 milhões a mais.