Há cada vez mais faturas a serem comunicadas ao Fisco. No ano passado, o sistema e-Fatura registou o valor recorde de 5,2 mil milhões de faturas.

Este número traduz um crescimento de 7,5% face a 2014, o que dá uma média de 430 milhões de faturas por mês.

Nestas contas incluem-se as faturas com e sem número de contribuinte.

Recorde-se que os incentivos ao pedido de fatura começaram em 2013 e têm sido reforçados.

No ano passado, foram pedidas mais 47% de faturas com identificação fiscal do que no ano anterior.

Em causa estão as deduções à coleta de 35% das despesas gerais familiares até um máximo de 250 euros por contribuinte. A estas deduções juntam-se ainda 15% das despesas de saúde: 30% com educação, 10% das despesas com rendas e 15% das despesas com juros de empréstimos para habitação.

O prazo para validar as faturas terminou a semana passada.