O Estado recuperou até 30 de setembro 445 milhões de euros relativos a dívidas à Segurança Social, revelou esta sexta-feira o secretário de Estado da Segurança Social, Agostinho Branquinho.

O secretário de Estado falava aos deputados das Comissões de Orçamento, Finanças e Administração Pública e de Segurança Social e Trabalho, onde o Orçamento do Estado está a ser discutido na generalidade.

De acordo com Agostinho Branquinho, o Estado conseguiu recuperar até ao final do mês de setembro 445 milhões de euros de dívida e espera até ao final do ano que esse valor chegue aos 600 milhões de euros.

«A previsão deste ano, antes da medida extraordinária, é de 600 milhões, acresce ainda a cobrança da divida extraordinária em 200 milhões», adiantou o governante.

O secretário de Estado aproveitou para lembrar que em 2012 o valor total de recuperação da dívida à Segurança Social foi de 583 milhões de euros, depois de em 2011 terem recuperado 540 milhões de euros.

Agostinho Branquinho disse ainda que em 2010, o valor total da recuperação da dívida foi de 467 milhões de euros, em 2009 foi de 371 milhões de euros e em 2008 foi de 368 milhões de euros.