Entre janeiro e agosto deste ano, a receita fiscal do Estado cresceu 6,3%, o que corresponde a um aumento de 1.311 milhões de euros em termos homólogos.

Segundo os dados da Direção-Geral do Orçamento (DGO), divulgados esta terça-feira, os maiores contributos foram dados pelo IRS, ISV e IUC.

De acordo com um comunicado do Ministério das Finanças, o número «mantém-se em linha com os objectivos definidos para o corrente ano e dentro da margem de segurança compatível com o cumprimento do objectivo trimestral de Setembro do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro».