O Banco BPI vai pedir às autoridades competentes permissão para antecipar a recompra de grande parte dos instrumentos híbridos convertíveis (CoCo) que estão nas mãos do Estado, num montante de 588 milhões de euros, revelou esta quarta-feira o presidente Fernando Ulrich.

BPI lucra 72 milhões de euros até setembro

«O conselho de administração do Banco BPI deliberou solicitar ao Banco de Portugal e à EBA [Autoridade Bancária Europeia] a aprovação de um pedido de reembolso de CoCo de 588 milhões de euros a apresentar ao Ministério das Finanças», avançou o banqueiro, durante a apresentação das contas dos primeiros nove meses do ano.

Caso a operação receba a necessária luz verde, o montante de CoCo que estão na posse do Tesouro baixa dos atuais 920 milhões de euros para 332 milhões de euros.