O secretário de Estado dos Transportes considerou hoje, no Entroncamento, aceitável a proposta de criação de uma tarifa única para os táxis, de 20 euros para os primeiros 14 quilómetros, nas ligações ao aeroporto.

“Como modelo não me parece mal. Ainda me parece melhor se resultar de um acordo alargado”, disse Sérgio Monteiro à margem da inauguração do Museu Nacional Ferroviário e da assinatura da consignação da empreitada de eletrificação do troço Caíde/Marco, da Linha do Douro.

Frisando que essa não é matéria do seu pelouro, mas sim da responsabilidade da Direção Geral das Atividades Económicas, o secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações afirmou que, como conceito, a ideia “não parece mal para evitar algumas situações que potencialmente acontecem e que os turistas vão reportando nas chegadas e partidas do aeroporto”.

Sérgio Monteiro afirmou que ainda decorrem negociações entre a Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), a Câmara Municipal de Lisboa e a gestora aeroportuária ANA e que, “a seu tempo, haverá decisão com as entidades próprias a intervir”.