A chanceler alemã, Angela Merkel, diz que todos querem que a Grécia permaneça no euro, mas avisa que não depende só dos parceiros.
 

“Todos queremos que a Grécia permaneça no euro”, afirmou a chanceler, em dia de cimeira do G7, acrescentando depois: “Mas há regras”.

 
Merkel avisou, como outros responsáveis europeus têm feito, que começa a faltar tempo para alcançar um acordo e avisou a Grécia que a solidariedade dos parceiros europeus deve ser acompanhada por propostas e reformas de Atenas.
 

Na conferência de imprensa que se seguiu a um encontro dos G-7, Merkel salientou que “já não há muito tempo", e que “depois de amanhã haverá oportunidade para discutir isso com o primeiro-ministro grego. Cada dia conta".