O comissário europeu para a Política Regional, Johannes Hahn, alertou esta quarta-feira para a necessidade de os Estados-membros e regiões começarem a planear os programas dos fundos estruturais da UE para o período de 2014‑2020.

Os fundos estruturais passarão a ser principalmente aplicados em domínios essenciais para o crescimento e o emprego, sendo que Bruxelas exige metas para medir os resultados e estabelece novas condições de financiamento.

«No último Conselho Europeu [em junho], a UE instou os Estados Membros a acelerarem a utilização dos fundos estruturais e dos fundos de investimento a favor do crescimento e do emprego», recordou Hahn.

«Não há tempo a perder. Estas reformas darão à política regional da UE os meios para fazer face aos principais obstáculos ao crescimento a longo prazo com que a UE se defronta», acrescentou.

A Comissão do Desenvolvimento Regional do Parlamento Europeu adotou hoje uma série de relatórios sobre a reforma radical da política regional, que terá de receber ainda a luz verde do plenário da assembleia.