O Governo espera poupar 153 milhões de euros com o aumento do horário de trabalho na função pública e a saída de trabalhadores para a aposentação, revela o relatório que acompanha a proposta de Orçamento do Estado para 2014 (OE 2014).

«Estima-se que esta medida, conjugada com a redução de trabalhadores por aposentação, tenha um impacto de 153 milhões de euros. Esta poupança resultará da otimização da organização dos tempos de trabalho com redução de horas extraordinárias, além da efetiva acomodação do ritmo de redução de pessoal em curso», refere o documento.

Recorde-se que o aumento do horário semanal, das 35 para as 40 horas, está em vigor desde o passado dia 05 de outubro. Várias estruturas sindicais do setor, que consideram a medida inconstitucional, interpuseram providências cautelares para evitar a sua aplicação.