O Estado perdeu mais de 69 mil funcionários públicos entre dezembro de 2011 e dezembro de 2015, o que representa uma quebra de 9,5% em quatro anos, foi hoje divulgado.

De acordo com a Síntese Estatística do Emprego Público (SIEP), divulgada pela Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), a 31 de dezembro de 2015, o emprego no setor das administrações públicas situava-se em 658.565 postos de trabalho, revelando um aumento de cerca de 0,4% em termos homólogos (mais 2.509 postos de trabalho) e uma quebra de 9,5% face a 31 de dezembro de 2011 (correspondente a uma redução de mais de 69 mil postos de trabalho).

A administração central é o subsetor que revela a maior diminuição de emprego em quatro anos, com uma redução de 49.500 postos de trabalho, que traduzem, em termos percentuais, uma quebra de 9,0%.