O Financial Times classificou, esta segunda-feira, o Mestrado em Finanças da Nova School of Business and Economics (Nova SBE) como um dos 20 melhores do mundo.

O International Masters in Finance da Nova SBE ocupa o 19º lugar no ranking que avalia os melhores programas pré-experiência em Finanças em todo o mundo.

O primeiro lugar do ranking pertence ao Mestrado em Finanças Internacionais da HEC Paris, em França.

Pelo quarto ano consecutivo, os resultados da seleção do Financial Times colocam a Nova SBE numa posição muito favorável quanto à oferta do mestrado em Finanças em Portugal. O programa continua a ser o único lecionado no país a integrar a prestigiada avaliação do jornal britânico.

O Programa de Finanças da Nova SBE foi ainda distinguido com o 2º lugar mundial em «Experiência Internacional» e a 6ª melhor posição no mundo em Placement Success Rank, o critério que avalia o nível de satisfação dos antigos alunos em relação ao gabinete de apoio profissional da faculdade.

O ranking divulgado atribui também ao Mestrado da Nova SBE uma taxa de empregabilidade de 95 por cento, passados apenas três meses do final do programa.

Para José Ferreira Machado, Diretor da Nova SBE, estes resultados refletem o trabalho desenvolvido pela Escola ao longo da última década, não só ao nível da qualidade dos programas como também na implementação de uma estratégia de internacionalização, pioneira em Portugal.

«Há quatro anos consecutivos que somos a única escola portuguesa neste ranking e uma referência no ensino de Finanças no mundo. O número de candidatos estrangeiros aos nossos mestrados continua a subir e, este ano, só no Programa de Finanças, mais de 40% das candidaturas pertencem a alunos internacionais, provenientes das melhores escolas do mundo», afirmou.