O diretor de controlo de qualidade da Volkswagen demitiu-se, na sequência do escândalo causado pela manipulação das emissões de gases poluentes.

Segundo o fabricante alemão, Frank Tuch, de 48 anos, deixa a companhia voluntariamente e será sustituído por Hans-Joachim Rothenpieler a partir de 15 de fevereiro.

Tuch foi um dos diretores que enfrentou uma suspensão quando a Volkswagen lançou a investigação aos motores, mas não foi acusado de qualquer transgressão.

Desde o escândalo o grupo desenvolveu alterações nos cargos executivos e reduziu para metade o número de diretores que reportam diretamente ao presidente.