O presidente francês declarou aquilo que considera ser um “estado de emergência económica” e diz que é tempo de redefinir o modelo económico e social no país.

Num discurso endereçado aos empresários, que é feito anualmente, François Hollande, citado pela AP, sublinhou a necessidade de revitalizar o crescimento económico e reduzir o desemprego crónico.

O governante sublinhou a necessidade de incentivar as empresas a contratar, mas garantiu que não vai mexer no horário laboral de 35 horas semanais.