O número de multimilionários em Portugal - com fortunas superiores a 25 milhões de euros - aumentou 10,8% para 870 pessoas no último ano, apesar da crise que se vive no país, segundo um relatório do banco suíço UBS.

O ¿Relatório de Ultra Riqueza no Mundo 2013¿ confirma que em Portugal não só cresceu o número de multimilionários como aumentou o valor global das suas fortunas, de 90 para 100 mil milhões de dólares (mais 11,1%).

Segundo este estudo o crescimento do número de multimilionários em Portugal, um dos países mais flagelados pela crise na Europa, foi maior do que a média europeia (8,7) e o valor das suas fortunas aumentou também a um valor maior que o crescimento na média europeia (10,4%).

Em termos do valor total das maiores fortunas, Portugal surge em 13º entre os países da Europa e em 12º no que toca ao número de multimilionários, segundo este estudo.

A crise parece ter sido favorável também às grandes fortunas no país em pior situação nos últimos anos, a Grécia, onde o número de multimilionários cresceu 11% (para 505) e o valor das suas fortunas aumentou 20% (para 60 mil milhões de euros).

Em termos de aumento do número de multimilionários Portugal só foi ultrapassado pela Alemanha (13%), a Suíça (13,1%), a Grécia (11,1%), Roménia (12%) e Servia (11,1%) tiveram aumentos maiores.

Os países europeus com mais multimilionários são Alemanha (17.820), Reino Unido (10.910), Suíça (6.330), França (4.490) e Itália (1.625).