A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, pediu esta terça-feira à Reserva Federal (Fed), banco central norte-americano, para normalizar de forma "gradual" a sua política monetária.

"A chave vai ser o ritmo da normalização. Estamos de acordo que deveria ser gradual, como foi anunciado (...) e baseada em evidências claras de pressão de preços e salários", afirmou Lagarde, que falava num colóquio em Paris.

A responsável do FMI centrou a sua intervenção na situação das economias emergentes, que representam 85% da população do mundo e 80% do crescimento desde a crise financeira global, indicou.