O número de reversões não pára de aumentar. Depois de ter atingido um valor máximo em 2013, só na primeira metade deste ano a Administração Tributária chamou 53.914 administradores para pagar as dívidas das suas próprias empresas com o seu património, revela o Diário Económico.

Milhares de gestores arriscam a penhora de salários, prémios de gestão, contas bancárias e produtos financeiros.

Por pagar estão mais de 838 milhões de euros, sobretudo de IVA e IRC.

Dados divulgados Governo ao jornal mostram que entre janeiro e 6 de junho foram desencadeados 160.600 processos de reversão, mais do que duplicando os registados em todos o ano de 2101.

A Autoridade Tributária acabou por responsabilizar mais de 53 mil gestores, ultrapassando também os 32 mil gestores penalizados no ano anterior.

No período da troika mais de 135 mil gestores foram responsabilizados por 4,5 mil milhões de euros de dívidas fiscais das suas empresas, cerca de 3% do PIB.