O valor dos reembolsos de IVA suspensos pelo Fisco disparou quase 300% em 2015 para os 485,9 milhões de euros, em comparação com o ano anterior, escreve o Diário Económico, citando dados do Ministério das Finanças.

O número de suspensões dos reembolsos foi de 9.453, um aumento de 247% face ao período homólogo. Já os reembolsos recusados totalizaram 49,8 milhões de euros, uma subida de 420%.

As Finanças explicam que o aumento nos reembolsos suspensos tem a ver com situações de incumprimento que foram detetadas no âmbito de um despacho aprovado em 2010.

Segundo esta norma, para que os reembolsos sejam concedidos, as empresas não podem ter divergências declarativas e as declarações dos vários impostos têm de estar em dia.

No caso do IRC, foram suspensos 12.312 reembolsos no valor de 56,9 milhões de euros.