O financiamento especializado registou «elevados níveis de crescimento» no primeiro semestre de 2014, segundo a associação setorial, com o valor do leasing mobiliário a crescer 31% e dos contratos de renting a aumentar 25,7%.

De acordo com a Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting, de janeiro a junho foram realizados 15.818 contratos de leasing mobiliário no valor de 596,557 milhões de euros e o factoring (que garante o recebimento atempado das faturas em termos internacionais) financiou um total de 1,2 mil milhões de euros a empresas exportadoras.

No período, o leasing registou um total de investimento no valor de 874,265 milhões de euros, mais 21,4% do que no período homólogo, sendo que o leasing imobiliário subiu 5%.

Quanto ao renting, até junho foram adquiridas neste sistema 11.080 viaturas novas, mais 31,6% em comparação com o período homólogo, tendo os novos contratos de renting representado um total de 196,967 milhões de euros.

No factoring assistiu-se a um crescimento de 13,8% no volume de créditos tomados, que totalizaram 1,3444 mil milhões de euros, destacando-se o factoring às importações, que cresceu 1,3%, «invertendo uma tendência negativa e indicando uma retoma do consumo interno».

Quanto ao factoring à exportação, a associação diz manter o «comportamento positivo», tendo crescido 13,8% em termos homólogos, representando um financiamento de 1,2 mil milhões de euros às empresas exportadoras.
Já o confirming (gestão do pagamento a fornecedores) aumentou 2,6% no primeiro semestre face ao período homólogo do ano passado.