Os Estados Unidos adotaram um conjunto de regras financeiras «sólidas» que vão «pressionar» a Europa e a Ásia a seguirem o exemplo, afirmou esta quinta-feira o secretário norte-americano do Tesouro.

«É preciso deixar claro: vamos colocar a pressão sobre outros Estados, nomeadamente na Europa e Ásia, para que fiquem em conformidade com a nossa sólida regulação», afirmou Jacob Lew num discurso em Washington.

«É preciso evitar um nivelamento por baixo», acrescentou, garantindo que vai falar do assunto com os países do G20 na reunião de fevereiro na Austrália.

No discurso, Lew traçou o panorama das reformas em curso nos Estados Unidos e insistiu na chamada regra de Volker, que pretende travar a especulação bancária.

O responsável norte-americano defendeu também a necessidade de reforçar a cooperação internacional.

«O colapso do Lehman Brothers (em 2008) mostrou que a ausência de cooperação entre as autoridades nacionais e estrangeiras para desmantelar uma empresa financeira pode colocar em risco o sistema financeiro internacional», declarou Lew.

O secretário do Tesouro apontou ainda os esforços para reformar os mercados de câmbios e a taxa interbancária Libor, após suspeitas de manipulação por instituições financeiras.