A Federação dos Sindicatos da Administração Pública (FESAP) anunciou esta sexta-feira que emitiu um pré-aviso de greve nacional para dia 13 de março, data para a qual está marcada uma paralisação da Frente Comum e do Sindicato dos Quadros Técnicos.

A FESAP justifica, numa nota de imprensa, a adesão à greve com a necessidade «de travar a ofensiva do Governo contra o Estado Social» e de «levar o executivo a repor todos os direitos retirados aos trabalhadores nos últimos anos».

«A greve nacional do próximo dia 13 de março será mais do que um dia de luta pelos direitos dos trabalhadores da Administração Pública. Chegámos a um ponto em que essa luta se cruza indiscutivelmente com os direitos de todos os cidadãos portugueses», diz o comunicado.


A FESAP exorta os funcionários públicos a participarem na paralisação em defesa da negociação coletiva, da reposição dos salários e dos horários de trabalho de 35 horas e contra o regime de requalificação.