Um dia de descanso que seja que venha a mais não está nada mal, depois dos quatro feriados que deixaram de significar descanso desde 2012. E é isso mesmo que acontecerá em 2016: cinco feriados colados ao fim-de-semana mais uma ponte (ou duas, se contarmos com o carnaval) são contas de somar e não de sumir, comparando com 2015, com três os feriados e três pontes possíveis.

Pode já anotar: 1 de janeiro, 25 de março, 25 de abril, 10 de junho e 15 de agosto são feriados a uma segunda ou a uma sexta-feira. A única ponte possível, para além do Carnaval, será no final do ano, com o 8 de dezembro.

Detalhando, o ano abrirá logo com o presente. O dia 1 de janeiro de 2016 será numa sexta-feira, sendo que em 2015 deu direito a ponte para muitos.

Depois, a 9 de fevereiro é dia de Carnaval, mas já se sabe que para a função pública a decisão de fazer ponte estará nas mãos do Governo. No privado, muitas empresas dão o dia.

A Sexta-feira Santa da Páscoa é sinónimo, como o nome indica, de feriado. Será a 25 de março e a Páscoa é dois dias depois.

Abril é motivo para sorrir, não só pela comemoração do Dia da Liberdade, mas porque o 25 de Abril calha precisamente a uma segunda-feira. Já o 1 de maio, Dia do Trabalhador, será a um domingo.

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas – 10 de junho -, também será celebrado a uma sexta-feira. Para quem mora em Lisboa, logo na segunda-feira é o feriado da cidade, Dia de Santo António: quatro dias de descanso seguidos. No Porto, o S. João, a 24 do mesmo mês, também é uma sexta-feira. Tudo quase em sintonia.

Para quem não é da capital ou da Invicta, terá de esperar até 15 de agosto por novo fim-de-semana prolongado. Este feriado calha a uma segunda-feira.

Daí até ao final do ano, um interregno. Só dia 8 de dezembro há novo feriado, o religioso Imaculada Conceição e é a uma quinta-feira. Ou seja, a primeira ponte do ano, fora o Carnaval celebrado vigorosamente em algumas regiões do país.

A fechar, como sempre, o Dia de Natal, que no próximo ano será a um domingo.

 

Calendário 2016 - Feriados



Há ainda o cenário de o próximo Governo fazer algumas mexidas dando o descanso retirado aos portugueses: o feriado móvel do Corpo de Deus, o 5 de outubro (será a uma quarta-feira em 2016), o 1 de novembro (uma terça-feira e seria uma possibilidade de nova ponte) e o 1 de dezembro (quinta-feira e outra ponte).

As maravilhas do descanso para os trabalhadores podem ser uma dor de cabeça para as empresas porque, para continuarem a laborar nesses dias, têm de pagar mais aos funcionários, respondendo ao que está previsto nos acordos e convenções coletivas de trabalho.

P.S. 2016 é um ano bissexto, por isso quem faz anos a 29 de fevereiro terá efetivamente o dia para celebrar.