Os Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa agendaram para dia 21 uma greve de 24 horas contra a concessão da empresa a privados e a perda das condições de trabalho, disse à Lusa fonte sindical esta segunda-feira.

«Acabei de entregar o pré-aviso de greve. Vamos parar no dia 21 durante 24 horas», afirmou Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

De acordo com a sindicalista, esta é a «continuação da luta em defesa da empresa no setor empresarial do Estado e contra a sua concessão a privados e o protesto pela falta de condições de trabalho dignas e dos direitos dos trabalhadores».

Depois de um período sem greves, os trabalhadores do Metro de Lisboa voltam à luta, sendo esta a terceira paralisação desde o início de setembro.

O concurso para a concessão do Metro de Lisboa e da Carris (autocarros e elétricos) a privados está previsto para este mês, segundo o Governo.