No ano passado as empresas de trabalho temporário faturaram 910 milhões de euros, depois de dois anos de contração, escreve o Diário Económico com dados da Informa D&B.

Existiam 205 empresas deste género em 2014, que empregavam 65.811 funcionários.

Lisboa concentra a maior parte das empresas de trabalho temporário, com 98 sociedades. Segue-se a zona Norte, que alberga 77 empresas, seguida da zona Centro, com 15 sociedades.

Para o biénio 2015-2016 as revisões do estudo apontam para um prolongamento da tendência de crescimento da faturação setorial, esperando-se em 2015 um aumento de receitas na ordem dos 7%.