O processo já se arrastava há meio ano e o anúncio temido chegou agora: a Toys R Us vai encerrar todas as 800 lojas nos Estados Unidos e no Reino Unido devido à insolvência. A cadeia de brinquedos emitiu um comunicado que faz referência ao negócio em outros países. No caso de Portugal e Espanha, está a ser estudada a viabilidade de continuar.

A empresa começa por referir que "apresentou pedido de aprovação ao Tribunal de Falências dos Estados Unidos para iniciar o processo de encerramento das suas lojas nesse mercado", depois de um processo de insolvência que foi iniciado há seis meses, por causa de uma dívida de 6.500 milhões de euros. 

Está, também, "em processo de reorganização e venda das suas operações no Canadá, Ásia, Alemanha, Áustria e Suíça". Por agora, as unidades vão permanecer abertas.

Para o negócio internacional da empresa na Austrália, França, Polónia, Portugal e Espanha, estão a ser consideradas opções que incluem a eventual venda de cada um desses mercados. As lojas vão continuar abertas, operando com absoluta normalidade".

A Toys R Us sublinha que "estuda a sua viabilidade em Espanha e em Portugal, após ter anunciado o encerramento das lojas nos Estados Unidos e no Reino Unido", citando o diretor-geral em Portugal e Espanha, Jean Charretteur.

Estamos a trabalhar em estreita colaboração com os nossos assessores para definir medidas que nos permitam preservar a continuidade da nossa atividade em Portugal e Espanha, bem como os interesses dos nossos funcionários".

"Em relação a este processo, o pedido apresentado pela empresa também inclui procedimentos de licitação para o negócio no Canadá. A empresa anunciou que está a negociar um potencial acordo pelo qual 200 lojas dos Estados Unidos possam ser operadas pelo Canadá", acrescenta.

"Por enquanto, a Toys R Us solicitou a aprovação do tribunal para implementar a liquidação do inventário em todas as lojas dos Estados Unidos", explica ainda, no mesmo comunicado.

A empresa garante, ainda, que "está a trabalhar para minimizar o impacto desta operação noutros mercados internacionais" e a "implementar um acordo de serviços de transição e a desenvolver planos para uma possível função de serviço partilhado para apoiar operações internacionais no futuro".

As lojas em Portugal

A Toys R Us entrou em Portugal em 1993, com a abertura das lojas de Telheiras (Lisboa) e de Vila Nova de Gaia. Um ano depois inaugurou a unidade no Cascais Shopping e em 1997 em Braga e no Centro Comercial Colombo (Lisboa).

Em 2002 inaugurou duas lojas no Almada Fórum e no Aveiro Retail Park. Em 2012 chegou ao Freeport, em 2014 ao Mar Shopping, em 2016 abriu em Braga e, em 2017, abriu a loja em Guimarães, de acordo com dados da empresa.

Em setembro, a cadeia de brinquedos tinha cerca de 1.700 lojas em todo o mundo e, em 2016, gerou uma receita de 11.500 milhões (cerca de 9.590 milhões de euros).

Uma história que começa como baby boom pós-guerra

A empresa foi criada em 1948 por Charles Lazarus, que aproveitou o baby boom após a Segunda Guerra Mundial, e abriu o seu primeiro estabelecimento em Washington, sob o nome de Children's Bargain Town.

Em 1957, adotou o nome Toys R Us, com o qual entrou em Bolsa em 1978.

Em março de 2005, o consórcio formado pelas firmas Kohlberg Kravis Roberts, Bain Capital e Vornado Realty Trust chegou a um acordo para retirar a Toys R Us do mercado e comprá-la por 6.600 milhões de dólares.

Em 2013, abandonou os planos para regressar ao mercado.

Desde então, manteve um alto endividamento, o que limitou sua capacidade de investir em planos de crescimento, incluindo o desenvolvimento do seu canal online.

Tem atividade, atualmente, em mais de 30 países.