O volume de vendas do comércio a retalho aumentou 2,9% em Portugal, em maio, face a abril, com o país a conseguir a maior subida mensal entre os Estados-membros da União Europeia (UE).

De acordo com o gabinete de estatísticas da UE, trata-se da primeira subida mensal de Portugal, depois de três meses em queda.

Em termos homólogos, Portugal conseguiu igualmente um resultado positivo, com o volume de vendas a avançar 1,3% face a abril de 2013.

Na zona euro, o volume de vendas manteve-se estável em maio, face a abril, enquanto no conjunto dos 28 Estados-membros caiu 0,1% no mesmo período.

Em termos homólogos, o volume de vendas avançou 0,7% na zona euro, causado por uma subida de 1,0% no setor não alimentar, 0,8% nos combustíveis e 0,3% na alimentação, bebidas e tabaco e 1,4% nos combustíveis.

Já entre os 28 Estados-membros, os 1,2% de aumento nas vendas a retalho deveram-se ao crescimento de 2,1% das vendas no setor não alimentar, de 0,4% no setor alimentação, bebidas e tabaco, enquanto o setor dos combustíveis permaneceu estável.