O indicador de sentimento económico melhorou na zona euro e na União Europeia (UE), em setembro, ultrapassando, pela primeira vez desde julho de 2011, a média no conjunto dos Estados-membros, segundo dados divulgados hoje pela Comissão Europeia.

Os dados de Bruxelas mostram que o indicador de sentimento económico aumentou 1,6 pontos na zona euro (para os 96,9) e 2,4 pontos na UE (para os 100,6) - o que leva este indicador a ultrapassar a média de longo prazo e chegar aos três dígitos pela primeira vez desde julho de 2011.

Na zona euro, a subida deveu-se à melhoria da confiança em todos os setores de negócio, particularmente na construção e vendas a retalho.

Os dados da Comissão Europeia mostram ainda que o indicador melhorou em três das cinco maiores economias da zona euro, nomeadamente em Espanha, Itália (2,5 pontos cada) e França (1,9).

Na Alemanha o indicador subiu 0,3 pontos e diminuiu 0,9 na Holanda.