A taxa de inflação anual na zona euro em março foi de -0,1%, face aos -0,3% de fevereiro, segundo as primeiras estimativas do Eurostat.

Considerando as principais componentes da inflação na zona euro, o setor dos serviços deverá registar a taxa de inflação mais elevada em março (1,0%, face aos 1,2% de fevereiro), seguido do da alimentação, bebidas alcoólicas e tabaco (0,6, contra 0,5% em fevereiro), do setor dos bens industriais (-0,1%, estável face a fevereiro) e do da energia (-5,8%, que compara com -7,9% de fevereiro).

O gabinete oficial de estatísticas da União Europeia divulga a 17 de abril o boletim com o conjunto de dados sobre a inflação em março.

A 22 de janeiro, o BCE anunciou um programa de compra de ativos - dívida pública e privada - no valor de 1,14 biliões euros, com o objetivo de combater a deflação na zona euro e estimular a economia.

O Banco Central Europeu definiu a estabilidade dos preços como sendo uma taxa de inflação da zona euro inferior, mas próxima dos 2%.