O índice de preços da produção industrial recuou 1,7% em Portugal em outubro, face ao mesmo mês de 2012, acima das quedas também verificadas na zona euro e na União Europeia, revela o Eurostat.

De acordo com o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, em termos homólogos, os preços da produção industrial verificaram a maior redução dos últimos seis meses na zona euro (-1,4%) e entre os 28 Estados-membros (-1,1%), tal como em Portugal.

Na comparação com outubro de 2012, Portugal esteve entre os 17 países da União Europeia com um crescimento negativo dos preços da produção industrial (-1,7%), verificando uma queda neste índice pelo terceiro mês consecutivo.

Na comparação anual, entre os países com maiores quedas no índice de preços da produção industrial estão Chipre (-4%), a Bulgária (-3,9%), os Países Baixos (-3,7%) e a Croácia (-3%), tendo as maiores subidas sido observadas na Estónia (10,9%), na Irlanda (1,6%), na Dinamarca (1,3%) e na Roménia (1%).

Na comparação mensal, isto é, face a setembro de 2013, os preços da produção industrial em outubro caíram 0,5% na zona euro e 0,6% na União Europeia, os valores mais baixos do último semestre.

Portugal verificou uma redução de 0,1 pontos percentuais no índice de preços da produção industrial, que caiu para -0,6% em outubro, face aos -0,5% de setembro.

Ao nível da União Europeia, registaram-se quedas em quase todos os países, tendo as mais relevantes sido observadas na Croácia, em Itália e na Hungria (-1,3% cada) e ainda na Dinamarca (-1,1%).

As únicas subidas nos preços da produção industrial verificaram-se na Estónia e em Chipre (1,2% cada) e na Suécia (0,1%), mantendo-se estáveis em Malta.