O emprego em Portugal cresceu 0,9% no segundo trimestre do ano, relativamente ao trimestre anterior. Comparando com os dados do período homólogo, a subida da taxa lusa foi de 1,6%.

Portugal está «a criar mais postos de trabalho», garante Passos

Estes dados, revelados esta sexta-feira pelo Eurostat, mostram que é a segunda maior subida na taxa de emprego entre os países da União Europeia. A maior subida trimestral pertenceu à Estónia, que cresceu 1,2%

relativamente ao trimestre anterior. Já Espanha cresceu 0,7%.

Entre as maiores descidas da taxa do emprego estão a Lituânia, que registou uma descida de 1%, enquanto o Chipre decresceu 0,1%.

Na zona euro, a taxa de emprego cresceu 0,2% e 0,3% no conjunto da UE entre abril e junho, face ao primeiro trimestre do ano.

Na comparação homóloga, Malta liderou as subidas no trimestre (2,6%), seguida da Irlanda com um crescimento de 1,7%. Portugal ficou em terceiro, ao crescer 1,6%.

Comparando com o mesmo período do ano passado, o emprego cresceu 0,4% na zona euro e 0,7% no conjunto da União Europeia.