Os custos horários da mão-de-obra aumentaram 1,6% na zona euro e 1,9% na União Europeia (UE) no segundo trimestre do ano, face ao período homólogo de 2014, revela esta quarta-feira o Eurostat.

O gabinete oficial de estatísticas da UE mostra ainda que o custo da mão-de-obra aumentou, na zona euro, oito décimas nos primeiros três meses do ano, contra os 2,8% do último trimestre de 2011.

No primeiro trimestre de 2015, o indicador tinha aumentado 1,9% na zona euro e 2,3% na UE.