A balança de pagamentos correntes da União Europeia registou um excedente de 47,9 mil milhões de euros no quarto trimestre de 2013, face aos 22,9 mil milhões de euros do mesmo período de 2012, revela o Eurostat.

Segundo a primeira estimativa do Eurostat para o último trimestre de 2013, na zona euro verificou-se um excedente de 66,8 mil milhões de euros (2,8% do Produto Interno Bruto - PIB), um valor que compara com os 37,8 mil milhões de euros (1,6% do PIB) do período homólogo de 2012 e com os 42,7 mil milhões (1,8% do PIB) no terceiro trimestre de 2013.

O excedente verificado no conjunto dos 28 Estados-membros representa 1,5% do PIB da União Europeia (UE), uma subida de meio por cento face ao terceiro trimestre de 2013, em que registou um excedente de 31,8 mil milhões de euros.

O excedente de 22,9 mil milhões de euros verificado no último trimestre de 2012 representou 0,7% do PIB da UE.

O gabinete oficial de estatísticas da UE estima que, na comparação trimestral, o excedente da conta de serviços sofreu um aumento (de 40,8 mil milhões de euros para 42,1 mil milhões de euros).

O défice da conta de transferências correntes recuou de 18,6 mil milhões para os 17,2 mil milhões de euros, refere ainda o Eurostat.

A primeira estimativa do Eurostat sobre a balança de pagamentos correntes não inclui dados por Estado-membro, estando agendada para 16 de abril a divulgação de um novo boletim sobre o indicador.