No rescaldo da reunião do Eurogrupo, que chegou ao fim sem acordo para a Grécia, a polémica em torno de um comunicado já estalou.

Depois de horas de conversações, o encontro dos ministros das Finanças da zona euro terminou com uma versão oficial de que não se chegou a qualquer acordo e que as próximas tentativas para se chegar a um entendimento prosseguem na próxima segunda-feira.

No entanto, esta quinta-feira, o «Finantial Times» (FT) revela um comunicado citando várias fontes que estiveram no Eurogrupo, onde mostra que um dos pontos falava em aprofundar as possibilidades de prolongar e concluir com sucesso o atual programa de assistência financeira. Este terá sido o ponto de discórdia entre governo e parceiros, mas Varoufkis nega.

«Vamos agora iniciar o trabalho técnico para continuar a avaliar os planos de reforma do país. As autoridades gregas aceitaram trabalhar próxima e construtivamente com as instituições para explorar as possibilidades de prolongar e concluir, com sucesso, o programa em curso, levando em consideração os planos do novo governo», lê-se no comunicado do FT.

O comunicado com alguns destes pontos estava a ser ultimado, mas à última da hora, Yanis Varoufakis terá ligado ao primeiro-ministro grego Alexis Tsipras que não autorizou a sua divulgação.

O ministro das Finanças da Grécia já reagiu, usando o Twitter para se dirigir ao jornalista que publicou o artigo: «Posso sugerir que te abstenhas de fazer afirmações duvidosas baseadas em fugas ainda mais duvidosas? Isso é bastante inconveniente».
 
O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem revelou na quarta-feira que o Eurogrupo não conseguiu chegar a acordo com a Grécia no caminho a seguir. As negociações vão continuar na segunda-feira, dia da próxima reunião do Eurogrupo

​«Foi a primeira oportunidade para ouvir os planos e ambições do governo grego. Tivemos discussões intensas e construtivas e fizemos progressos, mas não os suficientes para chegarmos a um acordo. Vamos continuar as negociações na segunda-feira», adiantou o responsável em conferência de imprensa. 

«Não há verdadeiras conclusões, vamos continuar na segunda-feira. É o máximo que posso dizer», acrescentou. 

Leia o comunicado na íntegra: 

Aqui pode ler o comunicado original. Em seguida está traduzido.

Hoje o Eurogrupo avaliou a situação atual na Grécia e o estado do programa de assistência financeira que está a decorrer. O Eurogrupo desenvolveu assim um diálogo intensivo com as novas autoridades gregas.

As autoridades gregas expressaram o seu compromisso quanto a um processo de reformas mais alargado e robusto, com o objetivo de melhorar de forma duradoura as perspetivas de crescimento. Ao mesmo tempo, as autoridades gregas reiteraram o seu compromisso em relação às obrigações financeiras para com todos os seus credores.

Assim, iniciaremos o trabalho técnico para continuar a avaliar os planos de reforma do país. As autoridades gregas aceitaram trabalhar próxima e construtivamente com as instituições para explorar as possibilidades de prolongar e concluir, com sucesso, o programa em curso, levando em consideração os planos do novo governo.

Se o processo for bem sucedido irá fazer o programa ponte para que as autoridades gregas e o Eurogrupo trabalhem em possíveis novos acordos contratuais. Vamos continuar as nossas discussões na próxima reunião de segunda-feira, dia 16 de fevereiro.